Páginas

Cansaço

O que há em mim é sobretudo cansaço —
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A sutileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,
Essas coisas todas —
Essas e o que falta nelas eternamente —;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço,
Íssimno, íssimo, íssimo, Cansaço.
Álvaro de Campos

3 comentários:

Pedro Torres disse...

ótimo texto, as vezes esse cansaço infeliz sem razão aparente me traga e quando paro e penso (coisa q u não tenho muito hábito em fazer (é nitido isso totalmente)) etou no olho do furação desconhecendo a sua origem.

Rii disse...

Eu estou esgotada demais desse texto, para comentar algo.
Só posso dizer que ele nos circunscreve. Até demais.

Rii disse...

Agora sim, posso postar.. Eu acho.
Estou cansada o suficientemente para fazê-lo.
O que torna meu comentário mais verossímel.

Para começar... Íssimo, íssimo, aço.
Cara, esse foi um jogo melódico fantástico!!

Mas, excetuando esse meu acesso..
"A sutileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,"
Acho que nada pode nos deixar mais cansados do que aquilo que nós pensamos que nos descansa.
E dentre elas.. Estão essas três, perfeitamente representadas no poema.
Aliás..
Percebe que são três situações, três idealistas.. E são três sílabas? Can-sa-ço.
Meu Deus!

Ainda descobrirei no fim, que idealista eu sou. Se eu for. Se eu tiver de ser. Se eu serei. Eu sou, tu és, ele é... Eu fui, tu fostes, ele foi... Eu serei, tu serás, ele será.. Ou eu nunca serei. Não admito ser. E assim sucessivamente.

_____

E você, I? Que idealista és?
*ouvindo músicas, não querendo dormir*
Leia a tradução, da música que ouço agora. Drive - Scorpions.
Bem, te amo! E adoro esse teu espaço. Me arrebata. <3